Paulo Leandro Spinardi foi condenado em junho de 2019 pela morte de Cíntia Quadros de Souza.

Nova decisão reduziu pena de 28 anos para 23 anos.

Cíntia Quadros de Souza foi encontrada morta em 2015 Arquivo pessoal A Justiça reduziu a pena de Paulo Leandro Spinardi, que foi condenado por matar a ex-namorada em 2015, em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná.

O homem havia sido condenado a 28 anos de prisão, em junho de 2019. Spinardi é acusado de ter matado Cíntia Quadros de Souza.

A vítima, que era professora de educação física, foi encontrada morta na fenda de um paredão de pedra no Rio São Jorge. O ex-namorado de Cíntia foi condenado por homicídio qualificado, fraude processual e ocultação de cadáver. Após recurso de apelação, a Justiça resolveu reduzir a pena de Spinardi para 22 anos e seis meses de prisão, além de um ano e um mês de detenção.

A decisão foi publicada no dia 21 de maio. A defesa de Paulo Leandro Spinardi disse que está satisfeita com a decisão e que não vai recorrer. O advogado da família de Cíntia Quadros de Souza informou que também não irá recorrer. Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.