Além disso, boa parte das unidades tem dificuldade para conseguir alvará sanitário.

Secretário diz que todos os hospitais terão o plano de combate a incêndios, mas não deu prazo para isso.

Hospitais estaduais de SC atuam sem alvará sanitário e plano preventivo de incêndio Nenhum dos hospital estaduais de Santa Catarina possui o plano de combate a incêndios.

Além disso, boa parte das unidades tem dificuldade para conseguir o alvará sanitário.

O secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, disse que todos os hospitais terão o plano de combate a incêndios, mas não deu prazo para isso ocorrer. O levantamento foi divulgado nesta terça (10) pela NSC TV.

Entre as 14 unidades administradas pelo estado está o Hospital Celso Ramos, de Florianópolis, que teve um princípio de incêndio em setembro deste ano.

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) vem cobrando o plano desde 2014, quando entrou na Justiça com uma ação civil pública.

A novidade, por enquanto, são as brigadas de combate a incêndio formadas por servidores das unidades.

No Hospital Joana de Gusmão, referência estadual em pediatria, também localizado em Florianópolis, os brigadistas instalaram rotas de fuga pelos corredores. O atual secretário de Saúde, que já foi comandante do Corpo de Bombeiros de Florianópolis, disse que "Todas as instalações de licitações para aquisição de equipamentos, de projetos preventivos, para a normalização da segurança contra incêndio nas unidades estão startadas, todas estão caminhando.

E é meta nossa que todos esses hospitais tenham finalmente o habite-se, tenham finalmente a aprovação dos seus projetos para que a população tenha certeza de que, em ocorrendo o sinistro, as normas de segurança contra incêndio foram atendidas". Os hospitais estaduais também enfrentam dificuldades para conseguir os alvarás sanitários, que asseguram o controle de bactérias e infecções. A Secretaria do Estado da Saúde disse que colocou os alvarás entre as prioridades e que conseguiu 39 alvarás parciais neste ano.

"Nós temos mais de 50% das nossas unidades já atendidas com esses 39.

A ideia é que nós finalizemos isso até o primeiro semestre do ano que vem com todos esses alvarás sanitários emitidos", declarou o secretário. Veja mais notícias do estado no G1 SC